terça-feira, 4 de agosto de 2009

Urgencias? Só no hospital


A urgência e a precipitação nos negócios, como na vida ,é suicídio assistido.

Deveria ser lei numero um, do código de conduta no trabalho, induzido subliminarmente, previamente à entrada no mundo laboral....mas não o é, e ainda há desconhecimento deste principio, e para estes casos concordo com o nosso código civil, que reitera que, o desconhecimento da lei não iliba o não cumprimento da mesma.

Essa é que é essa!

A pressa, não é somente inimiga da perfeição, como se traduz numa sede sôfrega e afugenta qualquer cliente.

Consultor que é consultor deveria ter isto gravado a ferro e fogo, na testa!






Sem comentários:

Enviar um comentário

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!