terça-feira, 22 de setembro de 2009

Chivalry is not dead

Ora, ainda dizem que não há cavalheiros!


Haver há, mas andam undercover...

Este fim de semana dediquei-me à decoração e bricolage. Passei o sábado no Ikea. Eu e mais um milhão de clãs (entenda-se, famílias completas: recém-nascido aos berros, coitadinho, mãe, pai, irmãos, tios, avós, madrinhas invisuais, parentes de cadeiras de rodas). É importante frisar que cada clã era composto, no mínimo, por 6 pessoas...tudo a passear. Aparentemente é o local to be, S. Pedro já não permite tardadas de praia.

Ora dizia eu, que estive o sábado à tarde no Ikea, munida de uma lista de referências para minimizar o tempo. Tinha um carrinho de "Miudezas" e um de moveis.

O dos moveis foi carregado pelo empregado alto, e atlético com ar de poucos neurónios.

Eu: Há ajuda disponível para transferir os moveis para o carro?

Empregado: ...ughhhh...não. Mas se quiser fica ai até ao fecho, quando o pessoal do armazém sair, são capazes de ajudar.

E posto isto engendrei um plano, primeiro levaria os moveis, descarregaria como pudesse e depois regressaria para pagar as miudezas. Em seguida tentei fazer-me à caixa...tentei...pois o carro mal se deslocava e eu estava já quase deitada a tentar empurrá-lo (nota mental: nunca mais ir ao Ikea comprar moveis sem força bruta a acompanhar).

Chego à caixa....longa fila. Olho para o carrinho e tento levanta a caixa mais pequena que estava no topo...mal se moveu...pensei "bonito! sempre quero ver, Carrie Maria, como te vais desenvencilhar desta! Que esperta que a menina é!" No entratantos fui consultando uma brochura de preços com entrega e montagem ao domicilio, just in case....e ouço: "olhe desculpe"

Eu: sim? (olhando subtilmente sobre o ombro para ver se não estava fazer uma figura triste - e confirmei que tinha os óculos postos e que o rapaz estava mesmo a olhar para mim-)

Cavalheiro in the making: A Sra. está sozinha a carregar isso tudo?!

Eu: ....sim...

Cavalheiro: e como pensa descarregar isso para o carro se nem consegue mover a caixa mais pequena?!

Eu:....pois...o rapaz da assistência sugeriu que ficasse até ao fecho de loja que depois alguém certamente me ajudaria...

Cavalheiro (consulta o relógio): ainda falta bastante para o fecho de loja....vocês mulheres independentes...querem igualdade...têm de perceber que somos diferentes e ainda bem! Tem o carro longe?

Eu: (zás! já estás! estava-se mesmo a ver que me ia lançar a escada! Agora pergunta-me o nome e o numero de tlm...)...no piso 1....

Cavalheiro: Eu ajudo-a.

Eu: agradeço mas não é necessário obrigada.

...uns minutos de debate entre sim e não...lá acedo....pensando, "Carrie Maria, nothing is for free!!"...

Mas o Sr. Cavalheiro surpreendeu-me! Acompanhou-me ao carro, pude levar logo ambos os carrinhos de compras. Carregou os moveis pesados e em seguida perguntou-me se me desenvencilharia sozinha com o carrinho das compras pequenas, ao que eu respondi sim. Estendeu-me a mão.

"Até à próxima"

E foi-se embora.

Manuel, chamava-se Manuel.

Afinal existem cavalheiros sem segunda intenções. Fiquei encantada! Made my day.




2 comentários:

  1. Se me dizes que o Manuel era giro e não o convidaste para tomar café como forma de agradecimento, levas porradinha!

    ResponderEliminar
  2. Nesse caso manda umas ciber-galhetas!

    Sim, era engraçado...estive quase para o convidar mas não faria sentido. Primeiro ainda mal tinha saido da minha relação. segundo, ainda estou lixada comigo mesmo por ter feito tantos projectos com alguém que realmente "was just not into it"...às vezes penso que não sou loira só do sol...enfim... e terceiro...para te dizer a verdade, e por mais idiota que te possa parecer, ia sentir-me a trair o outro sr que pelo vistos não teve qualquer problema de consciencia quando eu tive esses pensamentos em relação a ele e aind ame respondeu..."ela chegou primeiro à minha vida"....

    God Damn it! How stupid can I be!?

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!