terça-feira, 29 de setembro de 2009

Money, money, money...

Por vezes fico furiosa comigo mesma! Com a crise que por ai se vive, psicologica ou não, inflamada ou não, eu deveria estar aos pulos de alegria, com tanto trabalho que tenho tido nas ultimas semanas, pois sei que o mesmo será proporcional ao meu rendimento e no final das contas tenho andado a tentar por o "segredo" em pratica para aumentar os meus recursos financeiros...e se assim é...porque é que entro em parafuso cada vez que, em dias como o de hoje, me aparecem não 1 , nem 2, nem 3, nem 4 mais sim 5 clientes novos!?

Sinto-,me perfeitamente bem e quero estar ocupada, não entendo proque me sinto tão frustrada cada vez que me colocam mais um contacto na secretária...devia estar felicissima e a imaginar a conta bancária a crescer exponencialmente....

E se pensar racionalmente, fico contente, mas aquela reacção de instinto é sempre negativa...

Isto de se estar no ramo errado....gera muito tumulto interior!

6 comentários:

  1. Talvez continue a dividir-se entre a vida que tem e aquela que gostaria de ter.Como me liberto do passado, como percorro o presente, que futuro eu quero?Estas são as eternas questões quando começamos a libertar as amarras.

    ResponderEliminar
  2. Essas questões, são questões que me têm atormentado desde sempre, especialmente o "para onde vou" e o "será que estou no caminho que é suposto estar"...
    De vez em quando sinto-me tentada a esperimentar uma dessas ciencias ocultas...enfim...

    Também é assaltado por estas duvidas existênciais!?

    ResponderEliminar
  3. Cuidado com essas tentativas do oculto...
    Enquanto vivemos temos sempre dúvidas sobre quem somos e para onde vamos, faz parte da condição humana.Mas essas "dúvidas" que surgem qd mudamos a nossa vida já as tive porquanto o q está agora a passar já o vivi bem de perto e, do que li nas entrelinhas dos seus post,com contornos similares.
    Não respondeu á questão/convite que lhe coloquei.

    ResponderEliminar
  4. Não falei em tentativas Olavo...mas sim em tentações. Era bom que alguém nos pudesse dar essas respostas..é que para mim, as questões "exist~enciais" são uma constante antiga, não se limitam apenas a periodos de mudança...dentro de mim, penso sempre que não estou a fazer aquilo que deveria, no entanto não faço ideia do que isso é...é dificil traçar objectivos a longo prazo..

    Quanto ao convite, respondi, no post onde colocou a questão mas volto a referir que não sou adepta de redes sociais (Fb e Hi5 etc)mas disponibilizo:
    sexoealocalidade@gmail.com

    Fico a aguardar o seu input!Estou curiosa para saber qual a opinião geral proveniente da sua conversa com os seus amigos. É sempre optimo receber outras opiniões, especialmente do sexo oposto, quando tratamos de relações humanas, pois os generos vivem-nas de forma diferente em muitos aspectos (não todos!).

    ResponderEliminar
  5. Se me permitir, independentemente de continuar a ver os seus posts com toda a atenção, vou utilizar o gmail para dissertar consigo de uma forma não tão pública.
    Eu tb não sou adepto das redes sociais (só utilizo o g-mail e o facebook mais por necessidades profissionais.

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!