quinta-feira, 24 de setembro de 2009

O direito à diferença paga-se caro.



What the hell is wrong with people!?

Hoje disseram-me que deveria consultar um psicologo.
Disseram-mo porque estão convencidos que eu não saio porque acho que já não tenho idade.

É assim tão dificil para um grupo de pessoas de 20 e tal anos perceber que uma de trinta e picos JÁ NÃO GOSTA de sair à noite? Já gostou, mas já perdeu a piada. Será que toda a gente com menos de 30 anos acha que serão os mesmos para o resto da vida? Vão ser as mesmas pessoas, com os mesmos gostos, as mesmas paixões e as mesmas opiniões?

Falam em liberdade de expressão e eu pergunto: Onde anda a liberdade de se ser quem é sem nos mandarem ao psicologo?

É dificl perceber que aprecio a minha propria companhia? Que gosto mesmo é de ler, passear, pintar quadros, beber um copo de vinho à lareira, ver um filme, ir à praia ler o jornal...

Estarei  realmente louca?

4 comentários:

  1. Há alturas em que a nossa "solidão" pode parecer estranho ás outras pessoas...elas não sabem o verdadeiro sentido do "no men's land"...não está louca...está viva.

    ResponderEliminar
  2. Uff...obrigada!! Começava a desconfiar da minha sanidade mental!

    Desde que me voltei a estar/ser solteira, chovem convites de amigos que me querem bem, eu sei, e acham que não devo estar só...ninguém compreende que preciso disso! A lingua inglesa tem uma palavra que descreve: Solitude! É diferente de solidão! Não sinto solidão, simplesmente adoro estar comigo mesma!

    ResponderEliminar
  3. Yes please! Eu adoro os teus inputs cheios de sapiência!

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!