segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Resumo desportivo do DUELO!



Duelo:


Ele: Bem não vale a pena discutir, que é tudo uma questão de pontos de vista.

Eu: (what?! Tudo o quê!? Pontos de vista?!) Queres dizer que achas que não agiste de forma errada e desrespeitosa para comigo e não tens nada para me dizer?

Ele: Exacto. É uma questão de forma de estar.

Eu: (?????) Achas normal a "amizade" que tens com a C?

Ele: Acho.

Eu: Então se eu tivesse um amigo nesses moldes tu não te terias importado?

Ele: Se ele tivesse chegado primeiro que eu. A C chegou primeiro que tu.

...... (sem palavras...)

Logica da batata! É tudo uma questão de antiguidade...apparently....

7 comentários:

  1. Lógicas à parte... O que é que tu sentes em relação a tudo isto? TU... Pessoinha... Gente...

    ResponderEliminar
  2. Eu pessoinha, gente, sinto o que tenho vindo a sentir pelo menos há um ano a esta parte: gosto dele mas sei que ele nunca me fará feliz. Portanto racionalmente já me teria separado há muito tempo, mas nunca consegui efectivamente dar o passo porque o coração dizia que ainda não estava preparado. E no meio de tudo, não foram os ciumes nem a terceira pessoa, o que me magou e me fez sair de casa foi o facto de ele não se preocupado comigo, como faria com uma qualquer amiga, e foi a falta de respeito e estar com essa pessoa na festa sozinha deixando-me a mim de parte,para dar apoio à amiga...amiga essa que há dois anos lhe ando a dizer que nos quer mal...e que já causou discussões infinitas...ma so que eu sinto, não é importante...aparentemente.
    Foi o facto de eu não ser o amis importante na vida dele que me fez tomar a decisão.
    E até à data ele não em disse uma unica palavra nem de amizade, nem pedido de desculpa, nem sequer tentou conversar...nada. Eu mereço mais...já sabia, mas tinha-me esquecido...
    :)

    ResponderEliminar
  3. Às vezes as nossas vontades são estranhas...

    ResponderEliminar
  4. Acho é que por vezes nos esquecemos delas..já os homens têm uma grave dificuldade ver para alem das suas proprias necessidades...

    Incrivel não é?

    ResponderEliminar
  5. Não acho! Acho mesmo que temos vontades estranhas. As vontades nunca deixam de estar presentes na nossa vida...

    Um dia explico-te isso melhor!

    Em termos de vontades e necessidades, não há homens nem mulheres mas sim pessoas!
    E as pessoas vão do 100% egoista ao 100% altruista (estes são muito raros, como sabes!).

    Essa coisa de dividir as pessoas em homens e mulheres é um mito que serve para desculpar muita coisa...

    ResponderEliminar
  6. és capaz de ter razão nas vontades...

    Quanto aos homens e mulheres...ou tu só conheces as mulheres certas ou eu só conheço os homens errados...

    Freud poderia fazer uma tese inteira acerca das minhas escolhas de homens...que pdoeria explicar o porque de eu discriminar....é mais forte que eu...
    recalcamentos...
    ;)

    ResponderEliminar
  7. Há muita coisa que o Freud dizia que eu não concordo... Vale o que vale mas eu sigo-me pelo meu pensamento ainda que "beba" do pensamento de toda a gente, Freuds ou simples "Carries", compreendes?
    Oiço (ou leio), vejo o que me rodeia, penso e formo a minha opinião... Acho que tenho alhuma coisa escrita no blogue sobre isso...

    :)

    Cada vez mais homens e mulheres agem como pessoas... Muito do que se dizia que era "de homem" ou "de mulher" eram coisa exteriores ao ser humano em si e sim "regras" da sociedade. Ora cada vez mais essas regras se vão quebrando, logo as pessoas sentem-se mais à vontade e fazem o que lhes apetece e fogem desses pressupostos idiotas...

    :)

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!