terça-feira, 16 de março de 2010

Public Enemy Nº1 ?? Moi?!

Vamos lá esclarecer uma coisa….eu sou toda a favor a democracia, sufrágio universal etc ect…. Mas com esse poder, que é descentralizado e colocado na mão das massas, vem uma responsabilidade muito grande (agora parecia que estava a rever o Homem Aranha!), no caso no nosso pais, demasiado grande. É claro que eu não sou a favor da ditadura…mas acho que para pôr este pais nos eixos, eram precisos, 4 anitos num regime ditatorial, retirando esse poder da mão das massas, para que tomem consciência da sua importância e não votem num qualquer, como o que lá está, por votar….porque em Portugal vota-se por exclusão de partes! “ah os outros são iguais ou piores…do mal o menos” …isto é uma utilização do poder extremamente perigosa…não é democrático, não é justo nem tão pouco é valido.

Depois, outro aspecto que me preocupa é a qualidade do eleitor....quando olho em redor assusto-me:
Quando vejo programas como as tardes da julia, a julia e os órfãos desgraçadinhos cantantes e aqueles programas do sábado à tarde, ai sim…percebo os limites deste pais…enquanto a TV nacional tiver audiencia e as novelas da TVI tiverem consumo massificado…Portugal, será sempre um cantinho com muito bom clima, óptimo tinto, gastronomia fabulosa mas... continuaremos a ser aquilo que sempre fomos…um pais de analfabetos agricultores…e não há nada de errado com isso…requer é um sistema de gestão diferente do praticado (actualmente estamos a pedir a analfabetos para que criem a bomba atomica - entenda-se que conduzam um pais)…mas chega de politiquices que eu odeio este tema. E não tenho nada a dizer a um pais cujo top de audiências é o natal dos hospitais.

Posto isto, cabe dizer que não me proponho a mudar uma mentalidade que seja…. É o mesmo que tentar com que um céptico acredite que existe vida após a morte…só quando se estiver noutro plano é que se compreende.

Nas palavras sabias de Miguel Esteves Cardoso (Quando ainda dizia coisas inteligentes e engraçadas) "Portugal vai ser tão bom, não foi?"

6 comentários:

  1. Olá Carrie
    Pois...aqui neste nosso cantinho chamado de Portugal a malta quer é futebol.
    E quando digo futebol deve ler-se politica.
    Senão, siga-me lá....
    Os clubes podem ter dirigentes de trampa, mas nunca se muda de clube...

    É a mesma coisa com os mecinhos do governo, não prestam, mas quem votou neles, a meu ver até votava num burro com uns livros debaixo do braço.
    (qq semelhança com o actual dirigente é pura coincidência)

    Graças a Deus q não tenho nada a ver com esta trampa de governo que não votei neles!!

    Beijinho e obrigada por me seguir ;)

    ResponderEliminar
  2. Vi, o que eu me ri com as coincidencias que são pura ficção, ou não!
    Eu também não votei neles!!!
    E tem razão...a malta quer é futebol, jobs for the boys ao estilo republica da bananas.

    Ontem lia não sei onde que a primeira casa do Socrates foi comprada em 80 e sem licença de utilização...seria muito amsi interessante verificar de onde veio o dinheiro e qual o valor que ele declarou de escritura...mas seria apenas mais uma vergonhaça nacional e este sr já nos trouxe tantas que já nem é primeira pagina de jornal algum...
    Uma tristeza....

    Eu sou como a Vi "bom dia e boa tarde"...não dou confiança à politica nacional...é uma futriqueira de primeira!

    ResponderEliminar
  3. Eu cá começo a achar que para se votar as pessoas deviam ter que fazer um teste de QI e de conhecimentos sobre o estado do país.

    Se passassem votavam, se não iam recambiadas para casa se direito a opinião.

    ResponderEliminar
  4. Mas o português que os põe no poleiro é o mesmo português que depois passa a vida a queixar-se... E fazer alguma coisinha para mudar, não?! Falar mal do povo português não é o meu hobbie, mas a maioria do povoa português é tão atadinho!
    kiss

    ResponderEliminar
  5. Florizinha querida, esse poderia de facto ser um optimo filtro. Tem QI superior à Britney Spears vota casoc ontrario, tenta para as proximas. E mais só teria direito a votar quem paga impostos e quem trabalha ou estuda ou já se reformou. Desempregados, desocupados e/ou a viver de subsidios...fora!
    E aminha primeira medida enquanto ditadora de serviço seria acabar com os fundos de desemprego. Quem tem saude e menos de 35 nem tem direito. Trabalho há muitos mas ninguem os quer. Quem tem cargos com vencimentos superiores a 7000€ também não tem direito, tivesse poupado. Subsidio de sobrevivencia não há. Tem 8 filhos e ganha 500€....tivesse tomadado a pilula - que por sua vez deveria ser gratuita...e não apenas nos planeamento familia....gratuita na farmacia. tanta coisa a fazer and so little time...

    ResponderEliminar
  6. Mi, passam a vida a queixar-se porque votam por cores e por exclusão de partes. Se no dia das eleições fizessem um inquerito à saida, te garanto que 95% dos votantes não saberiam dizer os planos do seu proprio partido....votam porque "toda a vida fui rosa" ou "toda a vida fui laranjinha" Ou "já o meu pai era CDS"...enfim...calamidades

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!