segunda-feira, 21 de junho de 2010

Há pessoas sem talento algum. Não entendo porque contrariam a natureza

"Boa tarde fala da superlinha do Santander Totta... dispõe de uns minutos para lhe apresentar um seguro de acidentes pessoais...em casa, no trabalho, na rua, no estrangeiro...80€ por dia em caso de incapacidade de trabalho... se desligarmos a chamada e lhe aconteça qualquer coisa.... todos nós temos responsabilidades em caso de acidente, continuamos a ter de pagar agua, luz, gás, renda, carro, tvcabo..."

" desculpe interromper mas trabalho na área banca/seguros, obrigada pela informação mas não tenho interesse no vosso produto"

"mas permite-me terminar a presentação do produto?!"

" se for por motivos de procedimento, muito bem, desde que esteja ciente que não irei subscrever"

"...como eu estava a dizer: nós não desejamos o mal a ninguém, mas em caso de acidente... tem algum produto que lhe dê segurança financeira? Com as caracteristicas...bla...bla...bla whiskas saquetas...."

"Hugo, agradeço o seu tempo, já fico com a informação, tenho de terminar a chamada. Não vou subscrever o seguro"

"...então dê-me um motivo pelo qual não pretende subscrever este produto destinado unicamente a clientes prestige" (que deve ser nome de código para cliente que usa a conta ordenado até ao fim e ao dia 5 já tem a conta a negativo).

" vou voltar a repetir: trabalho na área, tenho acesso a produtos semelhantes"

"sim, mas nenhum com estas caracteristicas. Diga-me tem algum sem franquia com custos fixos... bla..bla...bla...?"

7:58seg mais tarde...tive de terminar a chamada de forma mais assertiva sob pena de ter de ouvir novamente a descrição técnica meio robotizada em timbre monocordico...

Irrrrrrrrrrrrrra! Hugo, és chato como ó cara***!!!!! Dasssssssssssssssssssssss
E com essa arrogancia, falta de entusiasmo e sobretudo escuta activa, meu amigo, vais vender zero!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!