quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Radical, é ser feliz

Ontem o surf foi cancelado por falta de condições, entenda-se, ondas demasiado grandes para os iniciantes basicos....assim...e como quem não tem surf caça com skate...estive, por auto recreacção a aprender a andar de skate...e para alem de uma mão negra, sai-me muitissimo bem...o unico downside, foi a quantidade de pessoas, amigos e familiares, que acham, que aos 33 anos é demasiado tarde para desportos "radicais"....

E a estas pessoas só tenho a dizer: o radical é uma expresão usada para quase todos os desportos que não envolvam dar pontapes ou cacetada numa bola e o desporto faz bem  à saude fisica e mental e prolonga a esperança media de vida e eu tenho a mais absoluta certeza de que a adrenalina de ontem me acrescentou pelo menos dois anos à minha!

Acordei ontem, com a sensação de que o mundo era um lugar sombrio...motivos profissionais, chatices e aldrabices ainda relacioandos com o acidente de carro que tive no passado dia 17...e apenas sei que quando o sol se pos, estava eu em cima de um skate à beira mar, a achar que a vida não poderia ser muito melhor do que é...

E, só por isso, recomendo que toda a gente adira aos desportos radicais, independentemente da idade ou do sexo...porque estes chamados desportos radicais, provocam mudanças realmente radicais no estado de espirito...levantam a moral e dão uma nova tonalidade mais cor de rosa e doce à vida...e se bem estou em crer....andamos todos a precisar de um pouco de PINK CANDY nas nossas vidas!

7 comentários:

  1. Carrie,
    sejam os desportos radicais, seja lá o que for que nos leve um nadinha mais além.
    Fico muito contente (e com alguma inveja, é um facto!) e acho fantástica esta liberdade que temos para sermos quem quisermos.

    ResponderEliminar
  2. A idade esta na mente e não na nossa capacidade de fazer as coisas.
    Viva o radical... o doce e o cor de rosa.
    Mereces e mereçemos todos
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Boa noite, Carrie...))

    Já tentei, já tentei... rsrsr. Mas a experiência foi dolorosa. Experimentei este fim de semana um skate do meu filho, 'máquina' moderna, só com duas rodas e o resultado foi uma cabeça partida... rsrsrsr.
    A vida não ficou cor de rosa, mas vi umas estrelas... rsrsr

    ResponderEliminar
  4. Miuda gira
    Radical não passa de um rótulo.
    O importante é fazermos algo que nos faça bem, seja radical ou conservador.
    Nós sim somos importantes.
    E faz mesmo tudo o que te possa levantar o moral.
    Beijos animados

    ResponderEliminar
  5. Obrigada amigos radicais!!!!!


    Salvador: esse skate moderno das 2 rodas, teoricamente é mais facil, mas eu confesso que depois de me por lá em cima optei pelos tradicionais de 4 rodas...senti-me amis perdo do chão!! LOLOLOLO

    Melhoras para essa cabeça partida!

    ResponderEliminar
  6. Remember me? :x

    Há quanto tempo :)
    Acho muito bem que andes de skate! No meu mundo não ha idade para nada e tu deverias deixar de lado o que os outros dizem. só se é velho quando se morre pq ai é q n podes fazer nada.
    :) tenho tanto para ler no teu blog *

    ResponderEliminar
  7. Temos muitas vezes que enganar o tempo, forçando o a correr atrás de nós, ser feliz é radical e é possível sim! :)

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!