quarta-feira, 27 de abril de 2011

Aguardam-se REPRESALIAS

Hoje comecei o dia com 3 sms's (sem resposta), acrescido de um mail cheio de convites e sugestões e muita menção de "saudades" e uma frase que me deu calafrios: "gostei tanto quando disseste não mudes nunca" (clarificação: estava a dar-lhe indicações enquanto ele conduzia e disse..."agora estás nessa estrada não mudes nunca até aos proximos semaforos"....)...

PANICO. Inspirei.... arregacei as mangas e agora....aguardo muito silenciosamente....a resposta.....
Foi assim que fiz "send":


(.....)Bem eu estava a guardar esta conversa para sexta feira, mas …lendo o teu mail, e apesar de não querer tratar disto nem por mail nem por telefone, não me deixas muita margem de manobra.



XXX eu só tenho duas formas de dizer as coisas….o que tu chamas de “frio” é a minha forma subtil, de criar alguma distancia … já tentei diversas vezes dar-te a dica de que estavas a entrar “com tudo muito rápido”, mas não tenho tido muito sucesso…por isso vou ter de faze-lo da outra forma que conheço…e desculpa-me de antemão a minha sinceridade …brutal…


Tu vives as situações de uma forma que para mim é demasiado intensa e chega a assustar-me, por isso me tenho retraído. Eu adorei conhecer-te e achei que de facto tínhamos imenso em comum…o que seria um óptimo pressagio…o problema foi que tu não me deste margem para sentir todas as coisas boas de qualquer inicio de “algo”…estiveste sempre presente, nunca me permitiste a expectativa, as borboletas no estômago de antecipação…e essa é a melhor parte de conhecer alguém novinho em folha!



Eu retrai-me para te dar oportunidade de “cresceres” dentro de mim, de sentir a tua falta, de sentir saudades da tua voz da tua companhia, mas tu estiveste sempre “lá”…e portanto isso não aconteceu…e eu sei que talvez seja a única mulher à face do planeta, mas eu não gosto de receber 10 ou 20 sms’s e mails por dia…. para mim e por motivos que não importam referir prezo mais a liberdade do que um grande amor… eu não sei sentir-me nem pressionada nem presa.

Com isso tudo, eu comecei a sentir-me pressionada a “acompanhar” o que tu estavas a sentir… e sentir-me pressionada…não é bom… e desmistifica toda a parte cor de rosa do inicio das relações.



Obviamente que pretendo dar-me contigo, mas neste momento já num registo de amizade. Temos imenso em comum, gosto de estar contigo mas, tendo-me sentido “forçada” a ter estar conversa… já se perdeu uma serie de fases giras, encantadas. Acho que podemos, se tu quiseres, obviamente, encontrarmo-nos na sexta e falar cara a cara sobre isto, que penso ser preferível…



Deixo à tua consideração
 
(...)
Espero HONESTAMENTE que DESTA VEZ a mensagem chegue LOUD & CLEAR

9 comentários:

  1. Se ele agora não perceber então não sei não... :)


    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Perfeita a forma como lhe descreves te a situação!""


    xoxo*

    ResponderEliminar
  3. Carrie mais claro do que isso só se lhe respondesses com um "Game Over".

    ResponderEliminar
  4. Meninas... ainda NADA...silencio ABSOLUTO...já estou a tremer por dentro... se não for desta...chamem a policia! LOLOLOL

    BJOSSSSSSSSSSSSSSSS e por favor...tenham cuidado que esta raça anda aí!!!

    ResponderEliminar
  5. Tenho ideia que mesmo assim vai tentar evitar o desfecho com promessas de resfreamento...
    Veremos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Se fosse a ti não me preocupava com o silêncio, deve estar ofendido e não quer falar contigo. Mais descanso para ti que bem precisas.

    ResponderEliminar
  7. Porque é que estou tão curioso com o desenvolvimento da história?
    Não sei mas estou.
    Quero o resto PLEASEEEEE
    Beijos pa ti

    ResponderEliminar
  8. Carrie babe, não te poderias ter expressado de melhor forma!
    Já estou como diz "A Flor", mais claro que isso só mesmo um Game Over lol!

    Kiss**

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!