segunda-feira, 27 de junho de 2011

Lapalissadas da minha vida

Eram 02h e picos desta madrugada... na A5 de Lisboa para Cascais, vinha eu, sem lagrimas, sem sonhos. Vazia....

Há que aceitá-lo com dignidade...esta historia dos romances de contos de fadas...ou qualquer romance - pensando bem- simplesmente não acontece a mulheres como eu....

Como dizia a Bridget Jones, devemos ter o corpo coberto de escamadas...

Há que abraçar a solteirice em toda a sua plenitude porque é a minha vida...e isso não vai mudar.

Posto isto, vamos lá recuperar o animo e a felicidade que existia nas pequenas coisas do dia a dia de uma trintona solteira...porque esperar grandes gestos de amor....ou mesmo pequenos gestos de amor... é inutil...são coisas que só acontecem a outros....

4 comentários:

  1. Carrie,
    os blábláblás do vai correr tudo bem ja deves estar farta de ouvir...
    o que te posso dizer com sinceridade é acima de tudo que tentes ser feliz mas chorar quando estiveres triste tb faz bem à alma... Acima de tudo, não deixes nada por fazer, nada por dizer e pensa em ti...

    ResponderEliminar
  2. Nada que possa dizer ajuda... apenas isto... estou aqui... tenho um colo e dois ombros... e muito tempo para te ouvir ou apenas acompanhar no silencio

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Não me vou eu aqui por com lapalissadas também mas acredita em duas coisas: antes solteira mas livre e sem o sofrimento de nos sentir-mos presos a uma relação sem futuro e sobretudo pensa sempre "The Best is yet to como" como diz a música.
    Tudo de bom:)

    ResponderEliminar
  4. Queridas, muito obrigada pelas palavras! MESMO

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!