sexta-feira, 17 de junho de 2011

Mamã, se soubesse o que sei hoje...

Enquanto as minhas amigas apregoavam aos sete ventos que gostariam de veterinárias, medicas, arquitectas e advogadas...eu sempre quis ser "aeromoça"... assistente de bordo... AKA hospedeira...


Para mim a melhor profissão do mundo não é na Australia a estudar whatever... para mim... a melhor profissão do mundo era ser assistente de bordo na TAP... porquê? Porque é a única companhia aérea na Europa onde um técnico de aeronáutica ganha menos do que uma empregada de mesa no ar....
Viajar pelo mundo inteiro por 2500€ por mês é algo que sempre me fascinou…

Talvez por ter começado a viajar cedo, sempre adorei aeroportos, o ambiente, comida de avião, fazer a mala…fazer o check in etc…

O meu problema é que a TAP também é a única companhia aérea na Europa que exige idade máxima de admissão… ao passo que qualquer outra companhia mesmo uma British Airwais tem como idade máxima a idade de reforma… Portugal à sua maneira muito especifica, e como em tantos outros sectores, estabelece que uma pessoa sem experiencia e com mais de 26 ou 27 anos já não tem capacidade de aprendizagem…

Por isso e quando deixei de dar ouvidos à minha querida mãe…e me decidi ignorar todos os preconceitos quanto à promiscuidade e instabilidade emocional tradicionalmente associados à função … já era tarde demais…

Hoje em dia custa-me imenso ouvir esta classe privilegiada a tecer comentários negativos acerca daquela que para mim é a melhor profissão do mundo…

Eu entendo que 90% desta classe nunca trabalhou em qualquer outra actividade que não esta a e como tal não exista ponto de comparação… mas gostava imenso de ver estas meninas e meninos a trabalhar numa empresa normal…numa actividade normal de responsabilidade normal e ordenado normal num horário normal…

Aí sim, gostaria de saber se continuariam a achar que têm motivos para fazer greve (seja esta ou outra qualquer)….

Gostava de ver esta gente a ser pressionada com objectivos, a ganhar à comissão a trabalhar 13 /14/16h por dia, todos os dias de segunda a sexta e por vezes aos fins de semana. Gostava que vê-los numa reunião de vendas a ser descompostos por um qualquer representante de accionista aos gritos a reclamar da fraca performance num dado trimestre ou semestre… GOSTAVA MESMO!

Para mim já é tarde demais….mas gostava aqui de dizer a todos quanto estão ou estarão a exercer esta profissão maravilhosa…. “por favor…aproveitem…. desfrutem…. Carpe Diem….que o mundo cá fora, esse sim é de cão”

6 comentários:

  1. O meu sonho sempre foi ser hospedeira.. Depois de ter conhecido o meu chérrie as coisas mudaram.. o sonho mantém-se.. mas a probabilidade de ter uma vida normal com ele e ser hospedeira ao msm tempo é mto pequena.. E se não ficar com ele?! Deixo escapar o sonho?! São decisoes dificeis..

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo querida amiga... a verdade é embora seja uma profissão dura é uma das mais aventureiras!

    ResponderEliminar
  3. Olá Carrie,

    Lamento muito a sua frustração por não ter tido coragem de seguir a sua paixão, quando ainda tinha idade para isso. Mas, para consolá-la, permita-me que lhe dê uma boa notícia: você está completamente enganada! Ser assistente de bordo, seja na TAP ou em qualquer outra companhia, actualmente já nada tem desse encanto que antigamente fazia sonhar tanta gente. Primeiro porque na maior parte das vezes nem saí do avião; ou seja, nem os aeroportos onde aterra fica a conhecer. Segundo porque passa anos e anos a fio a servir e a atender passageiros que, como a Carrie pensa, os tratam como reles empregados de mesa e os desprezam, convencidos de que ganham fortunas quando, na realidade, a esmagadora maioria tem contratos precários e salários miseráveis. A Carrie sabia quando ganha um piloto de um Boeing 767 de uma companhia como a Euro Atlantic Airways, detida pelo grupo Pestana? Não falo de um comandante, mas sim de um piloto. Ganha cerca de 1000 euros mensais, conforme o trabalho que tenha. E quanto acha que ganha uma hospedeira? Metade e ainda teve de pagar do seu bolso o curso de formação e trabalhar algum tempo absolutamente de borla, sob a forma de estágio obrigatório. Compreendo a sua revolta Carrie. A forma como a informação é manipulada leva-nos a tomar partido por uma causa ou contra ela sem que, na verdade, estejamos suficientemente dentro dos assuntos para podermos ser razoáveis a falar deles. Este é um desses casos. Fiquei muito contente por ter sido cancelada a greve da TAP. Porque, entre outras coisas, se mantiveram as coisas pacíficas e se evitaram prejuízos enormes. Muitas das hospedeiras e comissários de bordo nem em terra seriam bons empregados de mesa, quanto mais a cumprir as suas funções no ar, que estão longe de resumir-se a servir os passageiros. Mas todos eles merecem o meu maior respeito. E sabe porquê? Porque viajo todas as semanas, por vezes faço quatro ou até seis voos semanalmente, e já há muito tempo perdi aquele entusiasmo pelas viagens de avião; agora, sinto apenas que cada vez me parecem mais longas e cansativas. E isso mesmo enquanto um simples passageiro, que apenas tem de clicar num botão para chamar uma assistente de bordo quando precisa de alguma coisa que não tem. Imagine agora como não se sentem todos os que voam várias vezes por dia, em, pé, suportando uma atmosfera pouco saudável e aturando constantemente gente pouco educada, prepotente e arrogante. Não era essa a vida que imaginava se a sua Mãe a tivesse deixado ir para a TAP. Mas, acredite, era essa a vida que ia ter!

    Beijo,

    Alexandre

    ResponderEliminar
  4. Vanessa querida, compreendo Tão BEM o teu dilema... passo pelo mesmo neste momento...sim porque apesar de não poder concorrer para a TAP posso concorrer a qualquer outra congenere europeia... e vivo na indecisão....entre o amor e um sonho... o amor...acaba sempre por vencer... you always gotta go the way your blood flows.... certo?? aquilo que te faz palpitar o coração...é a opção certa!

    ResponderEliminar
  5. Amiga, eu bem sei acerca da vida de assistente de bordo... conheço imensas assistentes... é uma vida dura...mas não tão dura quanto a pressão de produzir...de numeros, de objectivos, de horarios sub humanos...

    ResponderEliminar
  6. Estimado Alexandra, muito obrigada pelas suas palavras e pelo seu tempo!

    Não discordo do que diz, mas acrescento que tenho conhecimento em primeira mão da vida de uma assistente TAP e por isso me referi à TAP pois sei que existem outras companhias onde de facto as horas e o vencimento nada têm de glamour...
    Uma assisten TAP em curso europeu efectiva e há 4 anos na companhia ganha até 2500€...conheço algumas nessas condições.. um piloto 6000€ tambem conheço 2...
    Obviamente que já não tenho idade para acreditar que existem profissões perfeitas...penso que a percepção de perfeição estará no amor e na paixão pela profissão que pode ser muita ou nenhuma...
    No entanto acredito que existem umas profissoes melhores que outras e para mim esta é tão boa quanto ser escritora de romances isolada num lugar contemplativo...mas para escrever não tenho vocação extraordinaria... por isso...I stick with what's tangible.

    um grande bjinho e volte sempre!
    "boas viagens"!

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!