quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

The Magic in XTMAS

Chegou o Natal, quer se esteja ou não preparado para ele....

E por esta altura começo a ouvir aquelas frases carregadas de ... bem digamos, tudo menos esprito natalício.

Surpeendo-me sempre que ouço alguém dizer: "Pffffffffff o Natal é só consumismo" ou " o natal deveria ser todos os dias e não apenas uma vez por ano"...

E eu, sinceramente sinto-me triste por estas pessoas, porque seguramente não têm a mesma felicidade que eu!
Lá em casa... entenda-se na casa dos meus pais, o Natal inicia-se "religiosamente" dia 1 de Dezembro. Monta-se a arvore! E nada dessas modernices de arvores pretas ou brancas, com artefactos vanguardistas, minimalistas e uma série de adjectivos terminados em "istas".... Lá em casa, a arvore (que é a mesma há pelo menos uns 10 anos, que tambem não sou a favor de se cortar pinheiros!) é verde, os anjos são dourados, as bolas vermelhas e douradas... luzes amarelinhas... como manda o figurino!

Lá em casa o Natal é a epoca em que todos fingem não gostar do Natal, e me deixam a mim, ser a duende que espalha à força bruta o espirito natalício... é quase uma private joke entre nós...sou eu que levo os CD's e que os ponho em repeat enquanto todos rebolam os olhos e disfarçam os sorrisos... Lá em casa o Natal é aquela epoca magica em que a minha mãe faz as rabanadas e os sonhos e se comem quilos de bolo rei. É epoca de lareira acesa e muitas conversas familiares...

Para mim, a magia do Natal é essa... numa casa onde toda a gente tem dificuldade nas demonstrações afecto, o Natal permite-nos faze-las encapuçadas... pela quadra....

Para mim, o Natal é aquela unica epoca do ano, em que o meu pai, consegue abraçar-me enquanto me olha nos olhos...

Por isso.... e ainda que seja uma vez por ano.... o Natal para mim é tempo de amor, de amar e de tradições e rituais só nossos, do nosso pequeno e indestrutivel clã de 4...que ano após ano, lição dificil após lição dificil...´lá se junta, na nossa dinamica muito peculiar e particular, mas que nos confere uma identidade... Por estes dias, podemos ser a familia unida que sempre fomos, sem preconceitos e constangimentos...

Os presentes são acessorios secundarios que despachamos em 10 minutos à meia noite.

Se somos disfuncionais?? Provavelmente... mas amamo-nos e por isso, eu amo o Natal.

3 comentários:

  1. Nesse caso minha querida somos as duas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. É quase assustador o quão parecidas somos não?!?!?!? :D

    Bjo enorme!

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!