terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Hoje estou de luto por mim e por Portugal

Hoje a moral é baixa... nas lonas mesmo.... não que esteja triste de não ir brincar ao Carnaval, mas porque me sinto sozinha....e eu NUNCA me sinto sozinha.

Está quase tudo fechado. Aqui em Cascais à excepção das Finanças e da Camara Municipal, acho que só eu estou a trabalhar. A maioria do meus colegas, face ao utlimato do meu chefe, decidiu enfrentar a fera e nem aparecer... claro que são empresarios em nome individual e por isso...o maximo que ele pode fazer é despentea-los... já eu e as minhas colegas assalariadas... cá estamos caladas... tal e qual ovelhas do rebalho dele...

A reunião de vendas decorreu como se tivessemos os 25 da equipa normal e estavamos 6... e ele falou falou... ele gosta de se ouvir... e nós divagámos... estou certa que todos estavamos mentalmente em casa, ou a fazer a lista do pingo doce ou em countdown para sairmos dali para não sermos vistos até amanhã de manhã (os que podiam escapar...).

É deprimente... estar aqui a vender serviços num dia destes de sol...quando claramente ninguem em Cascais inteiro quer comprar porque estão a aproveitar o "feriado" que afinal nunca foi. Mas mais triste ainda é estar a almoçar sentada na minha secretaria... de frente para o computador na mesma cadeira que estarei sentada até às 19h... a saber que o namorado que está no Algarve há quatro dias com os amigos (e que eu deveria lá ter estado)... chega a meio da tarde...e eu só à hora de jantar posso abraça-lo... (esta pieguice toda? quase nem me reconheço...deve ser da crise...a minha taxa de basófia de ter sofrido cortes orçamentais).

Triste é ter todas as amigas a almoçar na esplanada da praia da linha ou da Costa da Caparica...a apanhar solinho, a fazer caminhadas no paredão.... e os amigos a surfar no guincho... aqui ao lado... e eu... aqui... a olhar pela janela com vista para o telhado do predio do outro lado da avenida...e pensar... "porra que há gente mesmo ruim"...

Mas tem de ser...afinal de contas são estes dias a mais em que nos encontramos extreamente motivados para fazer o país andar para a frente enquanto continuamos a pagar mais de 30% do rendimento em impostos, que farão "diferença" no PIB no fim do ano...

É que eu nem estou revoltada com a crise, nem com as medidas de auteridade...estou revoltada com tudo o que está a ser feito em nome destes palavrões, a ser usados e abusados como bode expiatorio de agendas particulares e/ou obscuras...

Eu naõ estou triste de ter 15€ (os ultimos da conta ordenado) na carteira até ao fim do mês, nem de por combustivel a 1,60€/lt com o cartão de credito... estou triste porque sempre dei tudo a este país, sempre trabalhei e estudei e paguei impostos atempadamente, e sempre vesti a camisola em todas as equipas de que fiz parte... e vejo que na verdade.. este país não é para velhos como eu... este pais é dos amorais, dos lobbies, das classes dirigentes...e na verdade a culpa é minha... e dos restantes de nós portugueses e dos nossos "brandos costumes"....

1 comentário:

  1. Sei como te sentes... é dificil lutar e sentir que lutamos sozinhas...

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!