quinta-feira, 14 de junho de 2012

Deslarguem-me!!!!

O que me irritam as pessoas “autistas sociais”… aquelas que vivem na sua própria realidade alheias ao mundo cá fora e às liberdades e direitos dos outros…

Muita tinta e pelicula já correu, a contar uma ou outra historia corriqueira de uma qualquer pessoa abandonada a lutar pelo seu amor…

Contam-se novelas acerca da perseverança excessiva e obsessivas das mulheres… mas digo-vos uma coisa…. Um homem apaixonado é um milhão de vezes mais dramático e menos “gerivel” que uma mulher…

Um homem convencido de ter encontrado o amor da vida… é pior que 3 mulheres histéricas juntas…

Uma mulher ofende-se, sente-se rejeitada…os homens nesta situação ( e falo com uma amostragem significativa em analise) fazem-se de autistas…

Uma pessoa diz que terminou, acabou, pertence ao passado(pela enésima vez no ultimo mês e meio…-eu quando morrer vou para  o ceu-) e… 3horas depois recebe um telefonema a convidar para passar o fim de semana fora…a dois…

Uma pessoa pede para que siga e não perca tempo, e eles assumem que é uma “fase” que nos passa…
Os homens têm uma capacidade excecional para deflectir toda e qualquer responsabilidade pelas relações falhadas – ainda que nem haja culpa a admitir- e encontrar bode expiatórios onde não os há… agora a culpa não é do amor ter terminado, a culpa é do assunto desemprego me está a consumir de tal forma “ que me torna incapaz de ver e aceitar as coisas boas” que acontecem na minha vida… leia-se…ELE.

A capacidade para o autoengano e autoilusão é abismal…Sobretudo, porque por incrível que pareça “o resto do mundo” diz perentoriamente que eu e ele “ fazemos todo o sentido juntos” e todos têm certezas absolutas (com base em quê, eu não faço ideia) de que “pertencemos juntos”…

O problema é que a opinião “do resto mundo” valida este autoengano e portanto é muito mais bem aceite na psique masculina…do que a realidade…ainda que a realidade apareça escrita no ecrã de um computador pela mão do objeto amado (após varias tentativas falhadas de oralidade).

Prova do que acabo de escrever… é o terceiro telefonema do dia, em tom “de caso” a solicitar um café para debater a questão do não ao convite do fim de semana! BY THE LOVE OF CHRIST MAN! Get a fuckin’ grip!

Por vezes tenho mesmo que perguntar a quem me rodeia se tenho ou não namorado…porque estou a  ficar doida com isto e tenho momentos em que não tenho a certeza se efetivamente estou ou não solteira.

1 comentário:

  1. Há homens assim...que só ouvem o que lhes convém e interpretam tudo de modo a satisfazer o seu ego...

    ResponderEliminar

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!