quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Carrie Bradshaw ao poder...uma puta de uma ditadura

Esta noite uma tesmpestade dos diabos...janelas a trepidar com a trovoada e o mundo a desabar em metros cubicos de cascatas selvagens .... e pela primeira vez em semanas pensei...olha aqui está uma vantagem de não ir trabalhar de manhã...e deixei-me ficar no quentinho da cama enquanto chovia lá fora... parecia-me que seria um dia como outro qualquer....

Eis que não quando recebo o correio.... espetaculo! Dois meses depois de dar entrada na estatistica do desemprego recebo uma comunicação (sem aviso de recepção sem registo SEM NADA...prontinha pra ser perdida - ...aposto que há um funcionario na segurança social cuja unica função é rezar para que o correio se extravie...)...e dizer que não havia fundamentos suficientes para comprovar que o despedimentos havia sido involuntário...porque nesta conjuntura ainda existe a modalidade do desemprego voluntário.... pedido indeferido...

E portanto eu questiono-me...caso tivesse filhos para sustentar como faria... à beira do terceiro mês sem fonte de rendimento e sem luz ou melhor sem euros ao fundo do tunel...

Lá fui eu.... de pasta em riste passar a tarde à segurança social que agora tem uns belissimas e novas instalações mas cujo o funcionalismo publico continua ao seu melhor...

Depois de entregar mais uns papeis e trazer outros carimbados... questiono se isto atrasará o processo... Resposta:  isto a correr bem... lá para o fim de dezembro....

E eu apenas respirei fundo, agradeci e pensei para comigo: ainda bem que trouxe o leitor de mp3 e estive a ouvir meditações de relaxamento enquanto estive à espera.... porque eu no meu estado emocional coadunante...teria partido aquela merda toda...

"filha o problema é que são muitos de vós e poucos de nós"...

Pois... é uma verdade...e que tal criar uns postos de trabalho e por aquilo a trabalhar como deve ser???E que qual cortarem na puta da despesa ao invés da receita? E que tal ao invés de cortar postos não se cortam frotas de carros? Cartões de credito?

Varias vezes aqui disse que achava que este país merecia uma puta de uma ditadura e agora mais que nunca acredito nisto. 3 aninhos comigo no poder para perceberem que a classe governante não é mais que um grupo de funcionarios publicos que como o nome indica estão cá para servir a comunidade e não para se servirem a eles...


1 comentário:

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!