segunda-feira, 22 de julho de 2013

Acerca das amizades...

Um dia destes notei que uma colega de trabalho (de outro emprego) que se auto intitulava minha amiga porque tomávamos volta e meia café... não me fala...porque.... atenção: mudei de emprego e nunca mais lhe disse nada...eu questiono-me se as pessoas têm noção do ridiculo...

Primeiro não somos nem nunca fomos amigas.... mas mais importante que isto é que eu tenho amigas  de decadas que não vejo há outras tantas decadas e quando nos falamos, tenha passado 1 dia, 1 mes ou 1 ano desde o ultimo sms, telefonema ou encontro... é como se nada se tivesse passado e eu confesso que tneho dificulade em compreender outro formato de amizade que não seja assim.

Eu não devo nada a ninguem, nem sequer à minha familia QUANTO MAIS aos meus amigos...amigos são isso mesmo...amigos, nem mais nem menos... se a amizade requeresse manutenção seria igual a uma relação amorosa, sem a parte do sexo e nesse caso perguntar-me-ia, WHAT THE FUCK IS THE FUN IN THAT?!

Faz-se grande alarido acerca da amizade...amizade é um gostar especial um encontro de afinidades e um prazer de partilhar algo com aquele ser...NADA MAIS, NADA MENOS... não há devereis nem direitos porque não há qualquer tipo de propriedade, territorialidade ou sequer influencia contra vontade e caso haja, não é amizade é algo doentio...o que não me espanta...esta senhra é a mesma que diariamente impoe ultimatos aos seus namorados... as coisas na vida dela têm de ser "bu the book" , só que um livro escrito por ela, nem sequer com co-autoria de quem partilha a vida dela...
Sim, é uma pessoa interessante para tomar um café, mas nada mais.
Pessoas com EGOS maiores que eles proprios não interessam nem ao menino Jesus...quer dizer...a ele taçvez...aquela coisa toda do rebano etc... mas aqui entre nós comuns mortais...COBRANÇAS  são sinonimo de gente pouco evoluida, egoista e com agenda propria, sempre a ver se sacam qualquer coisa do outros...

Os meus amigos, TODOS eles e eu considero pessoas que eu nem nunca vi e vivem do outro lado de um monitor, amigos, são LIVRES, e eu sou livre. Não cobro e ODEIO ser cobrada. não justifico nem suporto justificações. Os meus amigos existem em paralelo com a rotina do dia a dia...quando podemos ve-los e ouvi-los optimos, quando não..optimo na mesma...a vida passa e é demasiado curta para nos preocuparmos em contabilizar contactos e quem ficou de ligar a quem... devemos estar ou entrar em contato com os nossos amigos, quando temos tempo e queremos...  e nem por isso eles ocupam menos espaço no meu coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Lovelly, but not for me!

Lovelly, but not for me!